Acesso ao principal conteúdo
Moçambique/Política

Moçambique: Comissão Nacional de Eleições vai pronunciar-se sobre intercalar em Nampula

Imagem de Ilustração.
Imagem de Ilustração. Isaac Kasamani / AFP

Em Moçambique,a Comissão Nacional de Eleições deverá pronunciar-se sobre a organização ou não da segunda volta das intercalares em Nampula.Nenhum candidato recolheu 50% dos votos. Em semelhante circunstâncias,a lei eleitoral moçambicana prevê a realização de uma segunda volta de escrutínio.Mas esta coincide com as eleições autárquicas de 10 de Outubro.Mais pormenores com Orfeu Lisboa em Maputo:

Publicidade

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) ainda não deu o seu parecer se Nampula vai ou não a votos para a segunda volta das intercalares, depois que os resultados divulgados pela Comissao Distrital de Eleições indicam que nenhum dos candidatos, nomeadamente Amisse Cololo da Frelimo e Paulo Vahanle da Renamo, conseguiu votos suficientes para sair vitorioso da eleição ocorrida a 24 de Janeiro de 2018.

Algumas organizações consideram que a realização da segunda volta pode estar ameacada.

Eduardo Sitoe,o Director do Centro de Estudos de Democracia e Desenvolvimento(CEDE) afirmou que, para que a segunda volta da intercalar de Nampula seja efectuada na legalidade,terá primeiramente de se realizar um recenseamento.

As hipóteses avançadas por algumas organizações que controlaram as eleições intercalares de Nampula são meramente especulativas.À Comissao Nacional de Eleições caberá tomar a última decisão sobre a realização ou não do escrutínio,que escolherá o autarca de Nampula.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.