Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Moçambique: Aviões da LAM ficam em terra

Imagem de Ilustração.
Imagem de Ilustração. Odd ANDERSEN / AFP

O Conselho de administração da LAM foi demitido e deliberou a criação de uma comissão de gestão transitória. A decisão foi tomada em assembleia geral extraordinária dos accionistas da empresa. Em causa a crise no seio da companhia de bandeira nacional agudizada com o cancelamento de vários voos internos e com ligações internacionais registados ao longo da semana.

Publicidade

Foi assim durante a semana, dezenas de voos cancelados pelas Linhas Aéreas de Moçambique, a companhia de bandeira nacional. Uma situação que deixou em terra João Alberto, um dos muitos passageiros apanhados desprevenidos.

Uma situação que levou o Instituto de Gestão de Empresas Participadas pelo Estado (IGEPE) a demitir o Conselho de Administração da Companhia de Bandeira Nacional e a instaurar uma comissão de gestão transitória. Entretanto o ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, já veio explicar a fonte do problema.

Em comunicado emitido nesta sexta feira as Linhas Aéreas de Mocambique (LAM) garante a retoma dos voos ao longo deste dia.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.