Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Moçambique: PGR anunciou captura de Nini Satar

Nini Satar (centro) perante a justiça moçambicana em 2004. Imagem de Arquivo.
Nini Satar (centro) perante a justiça moçambicana em 2004. Imagem de Arquivo. FERHAT MOMADE / AFP

Em Moçambique a Procuradoria Geral da República anunciou a captura de Nini Satar, foragido do pais há mais de 4 anos. Ele que estava ligado ao caso do assassínio em 2000 do jornalista Carlos Cardoso.

Publicidade

A Procuradoria Geral da República de Moçambique anunciou a detenção de Momade Assife Abdul Satar, mais conhecido por Nini Satar, um dos foragidos mais procurados do país.

Através de um comunicado de imprensa, a PGR diz que Nini Satar foi detido nesta quarta-feira no Reino da Tailândia e na altura da sua captura fazia uso de um passaporte falsificado em nome de Sahime Mohammad Aslam.

Satar fugiu de Moçambique há quatro anos, depois de ter beneficiado de liberdade condicional no dia 5 de Setembro de 2014, depois de cumprir metade da pena de 24 anos, em conexão com o assassínio do jornalista Carlos Cardoso, ocorrido em Novembro de 2000.

Desde a sua fuga, a PGR emitiu no ano passado, um mandado internacional de captura, concretizado nesta quarta-feira. Neste momento, a Procuradoria Geral da Republica diz estar a tratar dos trâmites para a sua transferência para Moçambique.

Ouça a Crónica do nosso correspondente em Moçambique, Orfeu Lisboa.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.