Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Repetição de autárquicas em 8 mesas no centro de Moçambique

Populares moçambicanos por ocasião da votação das autárquicas de 2018, em Moçambique
Populares moçambicanos por ocasião da votação das autárquicas de 2018, em Moçambique ANTÓNIO SILVA/LUSA

Moçambicanos do município vão regressar às urnas no quadro da repetição de eleições autárquicas em oito mesas do município de Marromeu, na província de Sofala, no centro de Moçambique. Esta repetição ocorre devido a irregularidades encontradas nessas mesas do município no centro do país.

Publicidade

Eleitores moçambicanos vão poder regressar a urnas para corrigir irregularidades que houve nalgumas mesas de um município no centro de Moçambique.

Cabe agora ao conselho de ministros a fixação da data para a repetição das eleições autárquicas em oito mesas de votação no município de Marromeu na província de Sofala no centro de Mocambique onde foram constatadas irregularidades.

Paulo Cuinica é o porta voz da Comissao Nacional de Eleições e revela que nao há espaço para a realização da campanha eleitoral.   

O anúncio da Comissao Nacional de Eleições surge um dia depois do Conselho Constitucional ter validado os resultados de 52 das 53 cidades e vilas autárquicas do país.

Por outro lado, o conselho constitucional, considerou inconstitucional um artigo da lei eleitoral que invalida listas de candidaturas com insuficiência de suplentes, tal foi o caso da AJUDEM que tinha como cabeça de lista Samora Machel Júnior. 

Este é apenas um reparo do conselho constitucional para que situações  idênticas nao ocorram nas próximas eleições.  

Orfeu Lisboa, correspondente, em Maputo.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.