Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Época chuvosa e calamidades em Mocambique

Moçamboique prepara-se para nova época chuvosa
Moçamboique prepara-se para nova época chuvosa Lusa

Em Moçambique, um milhão e quinhentas mil pessoas poderão ser afectadas pelas calamidades naturais durante a época chuvosa 2018 /2019. Previsões avançadas pela nova Directora-geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades que se refere igualmente à disponibilização pelo governo de parte dos fundos necessários e inscritos no plano de contingência aprovado.

Publicidade

A previsão da época chuvosa iniciada em outubro de 2018 e que se prolonga até março de 2019 em Moçambique apresenta 3 cenários (ventos fortes, inundações localizadas nas vilas e cidades e seca).

São cenários todos com impacto dramático para as populações que vivem em zonas propensas, o que levou já a aprovação pelo executivo do plano de contingência. 

Num contexto de exiguidade de fundos, estão apenas disponíveis 206 milhões de meticais o que equivalente a 2,9 milhões de euros, muito abaixo das necessidades como explica Augusta Maíta Diretora-geral do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades INGC.

Só na província de Maputo no sul de Moçambique, preve-se que 73 mil pessoas venham a ser afectadas pelas cheias, mas garante o INGC prontidão para fazer face às previsões.

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.