Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Político da Renamo morto em Montepuez no norte de Moçambique

Delegação da Renamo em Sofala no centro de Moçambique
Delegação da Renamo em Sofala no centro de Moçambique Miguel Martins/RFI

Foi encontrado morto o delegado político da Renamo, em Montepuez, que estava desaparecido desde sexta-feira. A polícia diz estar já a investigar o caso e para o esclarecer, foram abertas várias linhas de investigação, sabendo, que o político da Renamo, tinha sido vítima de ameaças, nas eleições autárquicas.

Publicidade

É já uma certeza! Foi encontrado morto, Assane Luciano Alfredo, delegado político distrital da Renamo, em Montepuez, no extremo norte de Moçambique.

Dado como desaparecido, desde sexta-feira, Assane Luciano Alfredo, de 35 anos foi encontrado morto, 3 dias depois, em Montepuez, na província de Cabo Delgado, no extremo norte do país.

O corpo do malogrado, Assane Lucino Alfredo, foi encontrado a boiar no Rio Matipane, segundo o porta-voz da polícia ao nível da província, Augusto Guta.

"Neste momento, não podemos avançar muitos dados sobre o envolvimento de quem tenha sido, a pessoa que tenha cometido a morte, sob pena de desviarmos aquilo que a polícia está a fazer com vista ao esclarecimento com este caso".  

Segundo a polícia moçambicana, várias linhas de investigação foram abertas tendo em conta que o delegado político da Renamo, foi vítima de ameaças, logo após a divulgação dos resultados das eleições autárquicas de 10 de outubro.

Assane Lucino Alfredo, foi acusado de ter vendido votos ao partido vencedor do escrutínio, em 43 das 53 cidades e vilas autárquicas de Moçambique. 

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.