Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Apoio condicionado do FMI a Moçambique

Fundo Monetário Internacional (FMI).
Fundo Monetário Internacional (FMI). REUTERS/Yuri Gripas

Em Moçambique o FMI avalia pedido de empréstimo financeiro do Governo de 120 milhões de dólares para lidar com os estragos causados pela passagem do Ciclone Idai.

Publicidade

O Fundo Monetário Internacional - FMI - vai procurar responder ao pedido de empréstimo financeiro por parte de Moçambique para fazer face aos estragos provocados pelo ciclone IDAI revelou o representante da organização no país, Ari Aisen.

Apesar da situação, garante o chefe de divisão do departamento africano do FMI, Ricardo Veloso, que a retoma do apoio directo ao orçamento de Estado vai continuar suspensa.

Contudo, a missão do FMI que está em Moçambique desde o dia 13 deste mês considera a situação macroeconómica do país estável, apesar da desaceleração do crescimento do Produto Interno Bruto fixado em 3,3% em 2018.

Conclui ainda a organização que a taxa de inflação está controlada, mantêm-se estável a taxa de câmbios e as reservas internacionais estão relativamente controláveis.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.