Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Presidente moçambicano quer população a denunciar grupos armados

Presidente moçambicano Filipe Nyusi pede colaboração da população contra grupos armados
Presidente moçambicano Filipe Nyusi pede colaboração da população contra grupos armados Yasuyoshi CHIBA / AFP

O presidente moçambicano, Filipe Nyusi, denunciou hoje a situação de insegurança em Cabo Delgado, onde há zonas que são atacadas por insurgentes. O chefe de Estado moçambicano, mostrou-se preocupado com a pouca denúncia por parte da população dos movimentos dos grupos armados naquela província de Moçambique.

Publicidade

Pouca denúncia dos movimentos dos grupos armados por parte da população está a preocupar de Filipe Nyusi, chefe de Estado e comandante em chefe das forças de defesa e segurança de Moçambique.

O presidente moçambicano assumiu esta posição no final de uma visita de monitoria dos trabalhos das forças de segurança estacionadas em algumas zonas que são alvo de ataques de insurgentes na sua maioria estrangeiros.

Para Filipe Nyusi, os ataques armados de que são alvos alguns distritos da província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, e cujas motivações são ainda desconhecidas envolvem cidadãos estrangeiros.

O Presidente apelou a uma maior vigilância e denúcia deses grupos armados pela população.

Na sua qualidade de comandante em chefe das forças armadas, Filipe Nyusi, apresentou à população um novo contingente militar que deverá travar a onda de ataques que desde 2017 resultaram em cerca de 200 mortos, saque de bens da população e destruição de infraestruturas públicas e privadas.

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.