Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Ajuda humanitária consoante filiação partidária em Moçambique

Desvio de ajuda humanitária distribuída em Moçambique segundo filiação partidária
Desvio de ajuda humanitária distribuída em Moçambique segundo filiação partidária capitolio.pt

Um mês depois da passagem do ciclone Idai que devastou a zona centro do país, o primeiro-ministro de Moçambique deslocou-se às zonas afectadas num contexto em que circulam com insistência informações dando conta do desvio da ajuda destinada aos sinistrados. O ciclone já provocou até aqui, pouco mais de 600 óbitos. 

Publicidade

O desvio de alimentos para as vitimas do ciclone IDAI está a preocupar a organização da mulher moçambicana. 

Mariazinha Niquice secretária geral da OMM de visita à província de Sofala no centro de Moçambique denunciou que a ajuda está a ser canalizada mediante filiação partidária e apelou a população a denunciar esta anomalia. 

Por sua vez, o Primeiro ministro Carlos Agostinho do Rosário visitou áreas afectadas pelas calamidades naturais na província da Zambézia e garantiu apoios as populações que se queixam da falta de comida e insumos agricolas. 

Enquanto isso, a comunidade internacional continua a fazer chegar a Moçambique ajuda para as vítimas do ciclone IDAI que fustigou a região centro do país em Março.

O ciclone já provocou até aqui, pouco mais de 600 óbitos e um enorme rastro de destruição em infraestruturas públicas e privadas incluindo estradas e pontes. 

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.