Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Moçambique: PGR critica ausência de resposta dos Estados Unidos

Imagem de Ilustração.
Imagem de Ilustração. THOMAS COEX / AFP

A Procuradora Geral da República de Moçambique revelou que a lentidão na disponibilização de informação solicitada aos Estados Unidos da América e aos Emirados Árabes Unidos está a dificultar o esclarecimento do caso das dívidas ocultas.

Publicidade

Beatriz Buchili, Procuradora Geral da República, responsabiliza os Estados Unidos da América e os Emirados Árabes Unidos no esclarecimento do caso das dívidas ocultas.

Segundo Beatriz Buchili, que está hoje e amanhã no parlamento a apresentar o seu informe sobre o estado da justiça no país, os elementos existentes permitiram a constituição de 28 arguidos, apreensão de 15 imóveis, seis viaturas bem como o congelamento de 31 contas bancárias pertencentes e relacionadas com os arguidos.

Beatriz Buchili disse ainda que no contexto da corrupção a PGR destacou a violação do regulamento de contratação de empreitadas de obras públicas, bens e serviços que lesou o estado em mais de mil milhões e oitocentos mil meticais. Em conexão com este tipo de crimes foram, tramitados cerca de 2 mil processos.

Ouça a Procuradora Geral da República.

A PGR revelou ainda preocupação com ataques em Cabo Delgado e considera que o ano passado foi marcado pelo recrudescimento da criminalidade em todo o país.

A sessão prossegue amanhã pelo segundo e último dia.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.