Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Moçambique: CNE está atenta a desvio de subsídios de campanha

Imagem de Arquivo.
Imagem de Arquivo. Roberto MATCHISSA / AFP

A Comissão Nacional de Eleições de Moçambique vai entregar à Procuradoria-Geral da República os indícios que tem de desvio de subsídios de campanha.

Publicidade

A Procuradoria-Geral da Republica de Moçambique vai sancionar e penalizar todos os partidos políticos que receberam dinheiro do Estado pela sua participação no processo eleitoral que vai culminar com as eleições gerais no dia 15 de Outubro mas que não tenham usado os fundos para os fins para os quais o mesmo foi canalizado.

O alerta é do Vice-presidente da Comissão Nacional de Eleições, António Chipanga, e surge pelo facto de, segundo informações, haver alguns beneficiários dos fundos do erário público que não sairam à rua, quando falta apenas um dia para o fim da campanha eleitoral, para efectuar qualquer actividade política relacionada com o pleito da próxima terça-feira.

Ouça as declarações de António Chipanga recolhidas pelo nosso correspondente Orfeu Lisboa.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.