Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Moçambique/eleições: “Todo cidadão pode ser observador”

Áudio 07:39
“Todo cidadão pode ser um observador” ao denunciar irregularidades eleitorais
“Todo cidadão pode ser um observador” ao denunciar irregularidades eleitorais .facebook.com/TxekaMoz/

Amanhã 12,9 milhões de moçambicanos são chamados às urnas para escolherem o Presidente da República, dez assembleias provinciais e respectivos governadores, bem como 250 deputados da Assembleia da República.A acompanhar o processo eleitoral está a Txela-Lá, uma plataforma virada para as redes sociais que defende que “Todo cidadão pode ser observador”, ao denunciar irregularidades eleitorais.Uma das imagens de marca da Txeka- Lá são os vídeos que a miúde colocam na sua página de facebook, onde desconstroem “mitos” eleitores, explicam a legislação eleitoral em vigor e informam os eleitores dos seus direitos, como referiu Fernanda Lobato, directora-geral da Txeka-Lá.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.