Acesso ao principal conteúdo
Moçambique

Moçambique: Filipe Nyusi quer abrir o diálogo com insurgentes

Imagem de Ilustração.
Imagem de Ilustração. ADRIEN BARBIER / AFP

O chefe de estado moçambicano exige que os insurgentes em Cabo Delgado apresentem o rosto porque só assim será possível ouvi-los e dialogar sobre as suas preocupações. Filipe Nyusi condena os actos praticados por estes grupos armados a quem chama de cobardes, por matarem de forma indiscriminada a população indefesa.

Publicidade

O Presidente da República, Filipe Nyusi, manifesta abertura para dialogar com os grupos armados que semeiam o medo e o terror em Cabo Delgado.

Falando em Pemba, num comício que marcou o final da sua visita de trabalho à província de Cabo Delgado, no extremo norte do país, Filipe Nyusi afastou para já motivações religiosas por detrás dos ataques armados nesta província.

O chefe de estado moçambicano apela aos jovens a denunciarem os grupos armados compostos na sua maioria por cidadãos nacionais e que desde o início das suas incursões já mataram, segundo várias fontes, entre 300 a 500 pessoas.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.