Acesso ao principal conteúdo
INTERNET/HACKERS

Hackers do coletivo Anonymous são detidos na Europa e Estados Unidos

Jovem mascarado do grupo de hackers Anonymous.
Jovem mascarado do grupo de hackers Anonymous. Reuters

A polícia federal americana, o FBI, anunciou a prisão de 16 piratas nos Estados Unidos e cinco na Europa.

Publicidade

Dos detidos em território americano, 14 são membros do coletivo de piratas da web Anonymous e acusados de envolvimento com os ataques contra o site PayPal do grupo eBay. Dois outros jovens de 21 anos compareceram a justiça por crimes digitais, o primeiro por invadir o site da organização Infragard, parceira do FBI, e o segundo por publicar informações secretas do operador telefônico AT&T. Esta última operação foi reivindicada pelo grupo LulzSec, que declarou nesta segunda-feira ter atacado sites do grupo de mídia News Corp.

Já a polícia britânica prendeu uma pessoa e a holandesa mais quatro hackers também ligados ao Anonymous. São quase todos homens com idades de 20 a 42 anos. De acordo com as autoridades, os boicotes são represálias ao fechamento da conta PayPal que permitia a realização de doações ao site de difusão de informações confidencias, Wikileaks. As páginas web do Visa e do Mastercard foram igualmente tiradas do ar momentaneamente pela mesma razão, no último ano. Eles podem ser condenados a 10 anos de prisão e a uma multa de 250 mil dólares.

O coletivo havia anunciado a abertura de uma rede social para hackers. Anonplus será uma mistura do Facebook com o Google+, mas completamente anônima e sem censura. No entanto, eles denunciam que vêm sofrendo ataques constantes que comprometem a realização do projeto que visa à liberdade na internet.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.