Acesso ao principal conteúdo
FAO/Fome

FAO convoca nova reunião de emergência sobre fome no Chifre da África

A Somália é o epicentro da crise humanitária no Chifre da Africa que atinge cerca de 12 milhões de pessoas
A Somália é o epicentro da crise humanitária no Chifre da Africa que atinge cerca de 12 milhões de pessoas REUTERS/Ismail Taxta

A FAO, agência da ONU para a agricultura e alimentação, convocou uma reunião ministerial de urgência para a próxima quinta-feira, 18 de agosto, a fim de conter a fome no Chifre da África, questão classificada como “a mais severa crise humanitária da atualidade”. Na capital italiana, sede da instituição, os ministros da agricultura dos 191 países membros vão se encontrar para definir medidas imediatas para a região. A União Africana também deve se reunir sobre o mesmo tema até o final do mês.

Publicidade

Em julho, uma primeira convocação de urgência das autoridades provocou uma onda de doações de diversos países e da União Europeia para combater a situação que se agrava, principalmente na Somália. Dos 161 milhões de dólares pedidos pelo organismo, apenas 57 foram recebidos ou prometidos.

O objetivo do encontro é estabelecer as necessidades, os problemas e identificar os programas concretos com ações eficazes no terreno. Além de providenciar comida, abrigo, água e serviços saúde a FAO também publicou uma série de medidas para o reestabelecimento a curto termo da agricultura na região, o que exigiria um investimento de 103 milhões de dólares

Cerca de 12 milhões de pessoas são atingidas por uma grave seca, mas estima-se que as organizações humanitárias só tenham acesso a 20% delas, já que parte da Somália, por exemplo, é controlada por milícias islâmicas. Especialistas veem criticando a pouca reatividade da ação internacional diante do problema que provoca a morte de milhares de pessoas. Segundo dados da organização USAid, mais de 29 mil crianças de menos de cinco anos morreram nos últimos 90 dias no sul do país.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.