Acesso ao principal conteúdo
Índia/Ativista

Ativista anticorrupção sai da prisão e inicia greve de fome

Uma multidão acompanhou o ativista anticorrupção indiano , Anna Hazare, pela ruas de Nova Délhi, nesta sexta-feira, 19/08/2011.
Uma multidão acompanhou o ativista anticorrupção indiano , Anna Hazare, pela ruas de Nova Délhi, nesta sexta-feira, 19/08/2011. Reuters

Após três dias de detenção, o ativista indiano anticorrupção Anna Hazare, de 74 anos, foi libertado nesta sexta-feira, em Nova Délhi. Uma multidão o aguardava na porta da prisão e o acompanhou pelas ruas da capital até uma esplanada no centro da cidade, onde Anna Hazare fará uma greve de fome.

Publicidade

Ao sair da prisão, Anna Hazare, discípulo de Gandhi, foi aclamado como herói por centenas de simpatizantes. Ele tinha sido preso na última terça-feira para impedir que começasse uma greve de fome e sua detenção provocou uma onda de protestos em todo o país.

O ativista anticorrupção foi finalmente autorizado pelo governo a fazer uma greve de fome de 15 dias. A multidão que o acompanhou da prisão até a esplanada Ramila Maidan, no centro de Nova Délhi, mostrou a força do movimento anticorrupção na Índia, liderado por Hazare. Ao chegar ao local, Anna Hazare sentou no chão com as pernas cruzadas em frente a um grande retrato de Gandhi e declarou que o combate pela liberdade estava começando.

A luta do ativista ganhou a adesão de milhões de indianos, principalmente da classe média, cansados de pagar propina para obter uma carteira de motorista ou se matricular na universidade. Há meses o governo do primeiro-ministro Monmohan Singh tenta sufocar o movimento que desafia sua autoridade já abalada por vários escândalos de corrupção. Anna Hazare exige uma legislação anticorrupção mais severa na Índia. Ele critica o projeto de lei que está sendo debatido pelo parlamento do país que concede imunidade, em casos de corrupção, ao primeiro-ministro e autoridades do Judiciário.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.