Acesso ao principal conteúdo
Índia/Violência sexual

Polícia indiana prende três suspeitos de estupro de turista americana

Cidade de Manali, na Índia, onde uma turista americana foi estuprada por três homens.
Cidade de Manali, na Índia, onde uma turista americana foi estuprada por três homens. Flickr

A polícia indiana anunciou nesta quinta-feira, 6 de maio de 2013, ter prendido três caminhoneiros nepaleses suspeitos do estupro coletivo de uma turista americana. Esse novo caso alimenta o debate sobre a proteção das mulheres, lançado após o violento estupro de uma estudante em dezembro.

Publicidade

A vítima, de 30 anos de idade, pegou carona com um caminhão em Manali, uma pequena cidade nos contrafortes do Himalaia muito frequentada por turistas, já que não conseguiu um táxi para voltar ao seu hotel.

Segundo as declarações da vítima à polícia, o motorista e dois cúmplices a levaram para um local isolado e a estupraram durante uma hora.

Os três suspeitos presos, todos na casa dos 20 anos, estão sendo interrogados pela polícia. O caminhão deles também foi confiscado.

Dois dos homens foram presos em Manali, onde moram, enquanto o terceiro foi detido enquanto tentava deixar a região.

O proprietário do caminhão afirmou à polícia que havia empregado um dos três homens, que se chama Arjun e tem 22 anos, quatro ou cinco dias antes do estupro.

Amostras retiradas do caminhão pela polícia científica foram enviados para análise. Os policiais também tentam encontrar os objetos pessoais que haviam sido roubados da vítima.

Os três homens, identificados como Arjun, de 22 anos, Lakki, de 24 anos, e Som Bahadur Tamang, 24 anos, deverão comparecer diante da justiça para serem colocados em prisão preventiva.

A americana, cujo nome não foi divulgado por motivos jurídicos, está sob proteção policial em um hotel de Manali. Ele forneceu aos investigadores uma descrição da aparência física e das roupas de seus agressores e identificou o tipo de caminhão no qual havia embarcado.

Os casos de agressão sexual na Índia estão no foco da mídia mundial desde o estupro coletivo de uma estudante de 23 anos em um ônibus em Nova Délhi em dezembro, que provocou a morte da jovem 13 dias mais tarde.

Os detalhes particularmente escabrosos desse episódio chocaram a opinião pública na Índia e no resto do mundo, e provocaram um debate sobre a maneira como as mulheres são tratadas nesse país ainda muito dominado pelos homens. A polícia e a justiça foram muito criticadas por sua apatia nos casos de agressão sexual.

Sob a pressão da opinião pública, o Parlamento adotou uma nova lei punindo com mais severidade os autores de crimes sexuais.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.