Acesso ao principal conteúdo
Turquia/Protestos

Erdogan recebe ativistas da praça Taksim em clima de pessimismo

Ativistas turcos expulsos da praça Taksim continuam acampados no parque Gezi, nesta quarta-feira, 12 de junho.
Ativistas turcos expulsos da praça Taksim continuam acampados no parque Gezi, nesta quarta-feira, 12 de junho. REUTERS/Murad Sezer

A polícia turca e os ativistas da praça Taksim, em Istambul, passaram a madrugada protagozizando novos enfrentamentos, mas na manhã desta quarta-feira, 24h após o assalto das tropas de choque, o ambiente estava mais calmo. Conforme havia prometido, o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan recebe hoje representantes da oposição para dialogar, mas as perspectivas de uma solução para o impasse não são otimistas.

Publicidade

A delegação que vai encontrar o primeiro-ministro é composta de laicos, liberais, militantes de extrema-esquerda, ecologistas e estudantes. No entanto, um dos principais grupos organizadores dos protestos, o Plataforma Solidariedade Taksim, afirma não ter sido convidado para o diálogo. Seus representantes declaram que de toda forma não aceitam negociar enquanto a violência policial não cessar. Intransigente, o premiê Erdogan diz que não haverá tolerância alguma em relação ao movimento de contestação que hoje completa 13 dias.

Dezenas de ativistas turcos passaram mais uma noite acampados no parque Gezi, adjacente à praça Taksim. Em sua maioria ambientalistas, eles continuam denunciando o projeto do governo que prevê a transformação do parque, pulmão verde no centro de Istambul, num conjunto de construções que, segundo os opositores, vai dizimar a área verde. Ontem, por duas vezes, as tropas de choque voltaram à praça para dispersar manifestantes. 

Além de Istambul, o governo turco também enviou a polícia ontem para a capital Ancara, a fim de dispersar com jatos d'água e gás lacrimogênio uma manifestação de 5 mil pessoas.

A repressão do governo surpreendeu porque no dia anterior Erdogan havia proposto um diálogo com seus opositores.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.