Acesso ao principal conteúdo
Índia/Estupro

Quinto suspeito de estupro coletivo é detido na Índia

Protesto neste domingo, 25/08/2013, em Mumbai contra novo estupro coletivo na Índia.
Protesto neste domingo, 25/08/2013, em Mumbai contra novo estupro coletivo na Índia. Reuters

A polícia indiana prendeu neste domingo, 25 de agosto de 2013, o último suspeito de ter participado do estupro coletivo de uma jovem fotógrafa em Mumbai. Cinco homens estariam envolvidos na agressão. Esse novo estupro coletivo voltou a provocar indignação no país.

Publicidade

O último dos cinco suspeitos de ter participado do estupro coletivo da fotojornalista foi preso hoje na capital, Nova Déli. O quarto suspeito também foi preso neste domingo. Os outros três homens foram presos na sexta-feira e no sábado. As últimas detenções acontecem no momento em que a família da jornalista lançava um apelo para que o país continuasse a exigir justiça para “todas as vítimas e seus familiares que viveram o mesmo inferno”.

A agressão aconteceu na quinta-feira à noite, em um bairro de luxo de Mumbai. A jovem fotógrafa, de 23 anos, foi agredida quando fazia fotos de prédios antigos do local para uma revista, ao lado de um colega de trabalho que foi amarrado. Ela está hospitalizada com muitos ferimentos, mas começa a se recuperar. “Ela come normalmente e seu estado de saúde está controlado”, informou o hospital de Mumbai.

Um caso similar de estupro coletivo provocou uma grande mobilização na Índia em dezembro, levando a adoção de uma legislação mais rígida sobre crimes sexuais. A nova agressão também provocou novas manifestações e reações no Parlamento indiano. Mas ela levanta dúvidas sobre capacidade da reforma adotada de coibir os abusos sexuais freqüentes no país. Mumbai, capital econômica indiana, é considerada uma das cidades mais perigosas para a segurança das mulheres.
 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.