Acesso ao principal conteúdo
Israel/Palestina

Israel reforça segurança em Jerusalém para Ramadã

Mulher palestina mostra documentos a policial israelense para poder entrar em Jerusalém para o Ramadã
Mulher palestina mostra documentos a policial israelense para poder entrar em Jerusalém para o Ramadã REUTERS/Mohamad Torokman

A tensão continua forte em Israel. A polícia israelense reforçou a segurança na Jerusalém Oriental nesta primeira sexta-feira (4) do Ramadã, mês em que os muçulmanos fazem jejum para se purificar dos pecados. Dezenas de milhares de fieis devem se reunir na esplanada das Mesquitas.

Publicidade

O acesso será permitido somente aos homens com mais de 50 anos, mas não haverá restrições para as mulheres. Hoje também será realizado o funeral do jovem palestino assassinado na quarta-feira, aparentemente um ato de vingança pelo sequestro e massacre de três jovens israelenses na Cisjordânia.

Mohammad Abu Khdeir, de 16 anos, foi sequestrado na noite de terça-feira em Chuafat, um bairro de Jerusalém Oriental. Seu corpo foi encontrado horas depois perto de uma floresta no lado ocidental da cidade, inteiramente carbonizado, de acordo com o advogado da família. A polícia israelense acompanhará o funeral do adolescente, que acontecerá evidentemente sob forte tensão.

Confrontos

Durante todo o dia e a noite de ontem (3) ocorreram violentos confrontos entre jovens palestinos armados de pedras e coquetéis molotov e policiais isralenses, que atiravam balas de borracha. Paralelamente, o exército israelense anunciou um reforço limitado de reservistas perto da Faixa de Gaza, de onde foram lançados nesta manhã mais quatro foguetes contra Israel.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.