Acesso ao principal conteúdo
Indonésia/Acidente

Gelo pode ter danificado turbinas do avião da AirAsia

Equipes responsáveis pela investigação sobre a queda do voo QZ8501 supervisionam peças do avião resgatadas no mar de Java.
Equipes responsáveis pela investigação sobre a queda do voo QZ8501 supervisionam peças do avião resgatadas no mar de Java. REUTERS/Adek Berry/Pool

As autoridades da Indonésia resgataram neste domingo (4) mais quatro corpos de ocupantes do Airbus A-320 da AirAsia, que caiu há uma semana no mar de Java com 162 pessoas a bordo. O mar revolto, com ondas de até 5 metros de altura, dificulta o trabalho dos mergulhadores na zona em que foram localizadas partes do avião. A formação de gelo nas turbinas é uma das hipóteses para a catástrofe aérea.

Publicidade

A agência de meteorologia da Indonésia afirmou hoje que o clima no dia do acidente pode ter desencadeado a queda do aparelho. As turbinas do Airbus podem ter sido danificadas pela formação de gelo, segundo a agência.

"O fenômeno meteorológico mais provável é a formação de gelo, que pode danificar os motores pelo processo de esfriamento. Esta é uma das possibilidades, baseada na análise dos dados meteorológicos existentes", declara a agência em seu site na internet. Imagens de satélite e medições efetuadas no domingo passado, no horário provável do acidente, mostram que as temperaturas na altitude em que o avião voava chegavam a 85 graus negativos.

Os Estados Unidos e a Rússia participam ativamente das operações de resgate. As cinco partes do aparelho já localizadas no fundo do mar de Java não mudaram de lugar nas últimas horas. Mas devido ao mau tempo na zona de busca, ainda não foi possível removê-las. Os mergulhadores estão à procura de corpos e das duas caixas-pretas do avião, consideradas essenciais para compreender as circunstâncias do acidente.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.