Acesso ao principal conteúdo
Indonésia/Execução

Mãe de australiano condenado à morte na Indonésia diz que execução será hoje às 14h

Os australianos Myuran Sukumaran e Andrew Chan, condenados à morte, falam à imprensa
Os australianos Myuran Sukumaran e Andrew Chan, condenados à morte, falam à imprensa REUTERS/Beawiharta

O australiano Myuran Sukumaran deve ser executado por tráfico de drogas na Indonésia nesta terça-feira (28) à meia-noite (14h no horário de Brasília). A informação, ainda não confirmada pelo governo, foi passada a jornalistas pela mãe do australiano, logo depois que ela saiu de sua última visita ao filho, que aguarda o fuzilamento na prisão de Nusa Kam Ban Gan, conhecida como a "alcatraz da Indonésia".

Publicidade

Muito emocionada, ela implorou clemência ao presidente Joko Widodo e declarou ao desembarcar na cidade portuária de Cilacap: "Não o verei mais. Eles querem buscá-lo à meia-noite e matá-lo". Ainda não há confirmação de que os outros oito condenados, entre eles o brasileiro Rodrigo Gularte, serão executados no mesmo horário, mas o governo indonésio têm tratado os processos de maneira conjunta.

Nove caixões brancos

Todos eles receberam ao mesmo tempo, na noite de sábado, a notificação da execução, que deve ser passada aos condenados com pelo menos 72 horas de antecedência. Ontem ambulâncias chegaram à prisão levando nove caixões brancos.

Nesta terça-feira (28), as famílias dos nove condenados à morte por tráfico de drogas na Indonésia realizaram suas últimas visitas. Apesar de uma grande pressão internacional, o governo manteve-se firme na decisão pelo fuzilamento.

Francês teve execução adiada

O único condenado que teve sua execução adiada foi o francês Serge Atlaoui. Mas as autoridades indonésias já garantiram que a sentença será cumprida, assim que seu recurso for rejeitado - o que provavelmente acontecerá.

Principal parceira comercial da Indonésia, a Austrália mantém a pressão para evitar as execuções de seus dois cidadãos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.