Acesso ao principal conteúdo
China/Naufrágio

Diminuem as chances de encontrar sobreviventes do naufrágio na China

As equipes de resgate continuam nesta quarta-feira (3) as buscas por sobreviventes no naufrágio do navio Estrela do Oriente, na China.
As equipes de resgate continuam nesta quarta-feira (3) as buscas por sobreviventes no naufrágio do navio Estrela do Oriente, na China. REUTERS/Kim Kyung-Hoon

É cada vez menor a esperança de encontrar sobreviventes do naufrágio do navio Estrela do Oriente, que afundou segunda-feira (1) com pouco mais de 450 pessoas a bordo no rio Yangtsé, no centro da China. Até o momento só há 14 sobreviventes. As equipes de resgate recuperaram 19 corpos, alguns deles a 50 quilômetros do local onde o navio virou. As buscas continuam nesta quarta-feira (3).

Publicidade

Parentes das vítimas dizem que "só um milagre" pode salvar os outros passageiros. As buscas foram ampliadas até a cidade de Wuhan (centro), a 220 quilômetros do local do naufrágio, porque a forte correnteza do rio complica os trabalhos de resgate.

Uma nova contagem dos passageiros indica que havia 456 pessoas a bordo e não 458, como se pensava inicialmente. Na noite de terça-feira (2), o casco do navio foi cortado e três pessoas foram socorridas com vida, segundo a Agência Nova China (Xinhua, em mandarin). Chove intensamente na região e o navio se encontra, agora, a 15 metros de profundidade.

Turistas idosos

As autoridades chinesas estão diante de uma das piores tragédias fluviais das últimas décadas. A maior parte dos passageiros do Estrela do Oriente eram aposentados, na faixa etária de 50 a 80 anos. A maioria não sabia nadar.

De acordo com o relato de sobreviventes, incluindo o comandante do navio, a embarcação foi surpreendida por uma tempestade na noite de segunda-feira e virou com uma rapidez impressionante. O guia turístico Zhang Hui contou que as cabines foram inundadas pelas águas e a tripulação não teria tido tempo para recomendar aos passageiros que colocassem coletes salva-vidas. As poucas pessoas que sobreviveram flutuaram no rio até serem levadas a uma das margens pela correnteza.

Críticas

O Estrela do Oriente zarpou de Nankin (leste) com destino a Chongqing (centro) e naufragou, por causa do mau tempo, quando passava pelo distrito de Jianli, na província de Hubei.

Nas redes sociais, familiares das vítimas criticam a falta de informações fornecidas pelas autoridades sobre o andamento das buscas.

Um responsável pela equipe de mergulhadores envolvidos nas operações, Zhang Jianxin, disse, em entrevista na televisão, que as águas turvas do rio Yangtsé e a correnteza dificultam terrivelmente a busca de sobreviventes.
 

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.