Acesso ao principal conteúdo
Vida em França

Lei sobre direitos dos estrangeiros em França

Áudio 05:00
REUTERS/Ognen Teofilovski

 França cria autorização de residência plurianual para enquadrar emigração e aligeirar os procedimentos de renovação de vistos de trabalho e residência, segundo o ministro do interior.

Publicidade

 Em França que é um dos mais antigos países de imigração da Europa, residem actualmente cerca de doze milhões de emigrantes e seus filhos e destes sete milhões nasceram no estrangeiro.

 Em 1984, durante o mandato de François Miterrand, e para fazer face à emigração clandestina, foram criados vistos de trabalho e de residência por um período de 10 anos, renováveis automaticamente.

 Em tempos de crise, são frequentemente utilizados argumentos no sentido de que a emigração alimenta o desemprego e trava o desenvolvimento económico.

 O parlamento francês que esta semana analisa a lei sobre os direitos dos estrangeiros, aprovou na terça-feira (21/07) a criação de uma autorização de residência plurianual, com duração entre dois e quatro anos, concedida após um outro título válido por apenas um ano.

 O ministro do interior Bernard Cazeneuve, defende que este novo dispositivo visa aligeirar as diligências administrativas a que os emigrantes se tinham de submeter até agora.

 Outra opinião tem Pedro Viana, director da revista "Migrations et société", para quem "estas novas medidas revelam uma visão meramente utilitária da emigração...despida do seu conteúdo humano...e que recusa reconhecer que a economia francesa precisa da mão de obra estrangeira".

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.