Acesso ao principal conteúdo
ESTADOS UNIDOS

Incêndios continuam a lavrar na Califórnia

Os bombeiros tentam lutar contra os incêndios.
Os bombeiros tentam lutar contra os incêndios. REUTERS/Max Whittaker

Os incêndios nos Estados Unidos parecem não ter fim à vista e continuam a lavrar no norte do Estado da Califórnia. Na Região os incêndios já consumiram milhares de hectares.

Publicidade

A Califórnia tem vivido uma seca importante e a consequência directa tem sido o número elevado de incêndios que se declaram na Região.

O Departamento Florestal e Proteção Anti-incêndios, CAL FIRE, mantém o alerta máximo no norte da Califórnia devido aos ventos e relâmpagos que se abatem sobre a região desde a semana passada e também explicou que o terreno, difícil de acesso, tem dificultado o trabalho dos bombeiros.

A maior preocupação dos bombeiros é o incêndio activo, com o apelido de "Rocky Fire", que lavra numa zona agreste entre os condados de Lake, Yolo e Colusa, no norte de Sacramento e a área vitivinícola do vale de Napa.

Segundo o porta-voz do CAL FIRE, Daniel Berlant, as chamas calcinaram mais de 25 090 hectares, estando o incêndio activo desde o dia 29 de julho e controlado a 12%. Este fogo destruiu 24 casas e 26 estruturas.

"Rocky Fire" já levou à retirada de cerca de 13 200 habitantes, mobiliza cerca de 3 000 bombeiros e 285 máquinas.

De referir que as condições na Califórnia são bastante desfavoráveis visto que a taxa de humidade é inferior a 10% e que as temperaturas deste verão têm sidas elevadas, num Estado que sofre de seca há quatro anos.

A gravidade da situação e a morte de um bombeiro levou o Governador do Estado, Jerry Brown a impor o estado de emergência. As guardas nacionais da Califórnia e do Colorado foram requisitadas para ajudar no combate aos incêndios.

Ouça a entrevista à RFI de Diniz Borges, professor na Califórnia, que nos relatou a situação e as preocupações dos californianos.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.