Acesso ao principal conteúdo
HAITI

Haiti à espera de resultados das legislativas

Cartazes de candidatos em Port-au-Prince, Agosto 2015
Cartazes de candidatos em Port-au-Prince, Agosto 2015 REUTERS/Andres Martinez Casares

As eleições legislativas no Haiti caracterizaram-se por uma forte taxa de abstenção e uma vaga de violência que levou ao encerramento de mais de uma dezena de mesas de voto.

Publicidade

O Haiti organizou ontem as suas primeiras eleições legislativas desde a chegada ao poder do actual Presidente Michael Martelly, em Maio de 2011.

As eleições para as duas câmaras do Haiti caracterizaram-se por uma vaga de violência que impediram o escrutínio de ser organizado em 26 mesas de voto e por uma fraca participação dos 5,8 milhões de eleitores.

As eleições para as duas câmaras do Haiti, a dos deputados e o Senado caracterizaram-se por uma vaga de violência que impediram o escrutínio de ser organizado em 26 mesas de voto e por uma fraca participação dos 5,8 milhões de eleitores.
Mais de 1.800 candidatos de 128 partidos candidataram-se à um total de 139 assentos na assembleia nacional e no senado.

Entrevistado por RFI, Raphaël Lucas, professor da Universidade de Bordeaux III, explica-nos as razões pelas quais, o escrutínio deste domingo registou uma importante taxa de abstenção e foi marcado pela violência.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.