Acesso ao principal conteúdo
Guatemala

Demissão do presidente do Guatemala

Otto Pérez, presidente demissionário do Guatemala.
Otto Pérez, presidente demissionário do Guatemala. REUTERS/Jorge Dan Lopez

O presidente da Guatemala, Otto Pérez, acabou mesmo por se demitir, após meses de pressão popular e a escassos dias das eleições. Otto Pérez deverá comparecer nas próximas horas em tribunal para, finalmente, responder pelas suspeitas de corrupção que uniram o país contra ele.

Publicidade

Otto Pérez insistia em não se demitir, apesar da decisão inédita do Parlamento, que lhe tinha retirado a imunidade. No entanto hoje a decisão caiu, o presidente da Guatemala acabou mesmo por se demitir. De referir que há meses que a população exigia a sua demissão e punição.

O presidente da Guatemala acabou por se demitir, após meses de pressão popular e a escassos dias das eleições. Otto Pérez estava sobretudo na iminência de ser detido pelas autoridades, após a emissão de um mandato de captura. O parlamento guatemalteco decidiu por unanimidade retirar-lhe a imunidade política, na passada terça-feira, uma medida inédita no país, na sequência de acusações de corrupção. Otto Pérez, que até agora garantia não abandonar o posto, é suspeito de liderar uma rede que desviava dinheiro dos impostos aduaneiros.

Jorge Ortega, porta-voz da Presidência, explicou que Otto Pérez renunciou para "manter a institucionalidade do país" e "a figura da presidência afastada do processo judicial". O vice-presidente Alejandro Maldonado assumirá formalmente o cargo.

No próximo domingo, os eleitores, que se tinham mobilizado a favor do afastamento de Pérez, vão escolher um novo chefe de Estado e uma nova assembleia.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.