Acesso ao principal conteúdo
China/EUA

Xi Jinping em visita oficial aos Estados Unidos

Barack Obama, presidente norte-americanoe e Xi Jinping, presidente chinês. 12/11/14 à Pékin.
Barack Obama, presidente norte-americanoe e Xi Jinping, presidente chinês. 12/11/14 à Pékin. AFP/POOL

O presidente chinês chega esta terça-feira aos Estados Unidos, para uma visita oficial de uma semana. O abrandamento económico da China, as reivindicações territoriais no Mar da China Meridional e a cibercriminalidade são alguns dos dossiers que deverão estar em cima da mesa.  

Publicidade

A deslocação de Xi Jinping aos Estados Unidos da América servirá para clarificar as relações estratégicas entre as duas potências mundiais.

De acordo com a imprensa norte-americana, os dois líderes têm, publicamente, um discurso de aproximação e de cooperação, todavia, na realidade, Barack Obama e Xi Jinping mostram um clima de confronto.

Aliás, o clima entre ambos é de tal forma crítico que a revista especializada em temas asiáticos, Diplomat, refere que "o Feng Shui" da cimeira Obama-Xi Jinping, marcada para quinta-feira, "não é propício".

Em Seattle, local de excelência do comércio sino-americano, sede da Boeing e da Microsoft, o presidente chinês vai tentar tranquilizar os grandes empresários americanos. Xi Jinping vai transmitir a mensagem de que o gigante asiático não está doente, apesar do crash da bolsa neste verão, da desvalorização do yuan e do crescimento mais baixo do último quarto de século.

Em seguida, Xi Jinping desloca-se a Washington, onde deverá convencer Barack Obama que Pequim não vive obcecado com a hegemonia no mar da China Meridional, mesmo se a construção de pistas aéreas nas zonas disputadas continuam e mesmo se o exército, aquando da parada de 3 de Setembro, fez desfilar o seu mais recente míssil capaz de abater um porta-aviões.

A terminar esta visita do líder chinês está o dossier da cibercriminalidade. Os Estados Unidos acusam a China de pirataria generalizada e equacionam mesmo a imposição de sanções económicas. Acusações de que o governo chinês qualifica de "irresponsáveis".

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.