Acesso ao principal conteúdo
PORTUGAL

Portugal: caiu o governo de Passos Coelho

Líder socialista António Costa cumprimenta primeiro-ministro Passos Coelho após a aprovação da moção de rejeição do governo.
Líder socialista António Costa cumprimenta primeiro-ministro Passos Coelho após a aprovação da moção de rejeição do governo. Lusa

A moção do partido socialista de rejeição do programa de Passos Coelho foi aprovada esta tarde na Assembleia da República portuguesa com 123 votos favoráveis, levando à demissão do executivo cessante que só obteve maioria relativa nas eleições de 4 de Outubro passado.

Publicidade

Logo que os trabalhos no Parlamento encerraram, António Costa levantou-se e cumprimentou – vitorioso – Pedro Passos Coelho, Paulo Portas, e Maria Luís Albuquerque.

A esquerda tinha acabado de fazer cair o Governo PSD/CDS-PP.

A moção de rejeição do Partido Socialista foi aprovada com os votos a favor do PS, Bloco de Esquerda, Partido Comunista, Partido Os Verdes e o estreante na Assembleia, Pessoas Animais e Natureza.

O documento teve 123 votos a favor e 107 votos contra.

As moções dos outros partidos nem chegaram a ser votadas.

Pedro Passos Coelho vai antecipar para amanhã, quarta-feira, o encontro semanal com o Presidente da República.

A decisão está agora nas mãos de Cavaco Silva.

O chefe de Estado pode decidir nomear primeiro-ministro António Costa ou optar por convocar novas eleições – mas apenas daqui por seis meses.

O edifício do Parlamento está rodeado de centenas de pessoas – os apoiantes do Governo deram lugar a manifestantes da CGTP, a favor de um governo de esquerda.

 Confira aqui a crónica de Joana Carvalho Fernandes em Lisboa

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.