Acesso ao principal conteúdo
Filipinas

APEC encerrou com distúrbios nas Filipinas

Canhões de água sobre centenas de manifestantes em Manila.
Canhões de água sobre centenas de manifestantes em Manila. REUTERS/Cheryl Gagalac

A reunião da APEC que decorreu durante dois dias em Manila, nas Filipinas, terminou com crise diplomática entre a China e uma série de países limítrofes, mas igualmente com distúrbios, tendo a polícia anti-motim filipina disparado canhões de água contra centenas de manifestantes.

Publicidade

As disputadas ilhas do Mar da China do Sul estão a provocar uma nova crise diplomática entre a China e uma série de países limítrofes. Este é um dossier que ensombrou os trabalhos do Fórum de cooperação económica Ásia Pacífico cujos trabalhos encerraram hoje em Manila, nas Filipinas.

De referir que a polícia anti-motim filipina disparou hoje canhões de água contra centenas de manifestantes em Manila, onde decorreu o segundo e último dia da cimeira do Fórum de Cooperação Económica da Ásia e Pacífico.

Os manifestantes opõem-se à agenda de comércio livre da APEC por considerarem que favorece as grandes empresas e negligencia os pobres.

Ouça a entrevista de José Rocha Diniz, director do diário "Tribuna de Macau", que alega que a China não está disposta a abrir mão desses territórios.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.