Acesso ao principal conteúdo
Política /Estados Unidos

Barack Obama promete aniquilar Daech

O. Presidente Barack Obama durante a conferência de imprensa  em Kuala  Lumpur . 22 de Novembro 2015
O. Presidente Barack Obama durante a conferência de imprensa em Kuala Lumpur . 22 de Novembro 2015 Reuters/路透社

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu à margem da cimeira da Associação das Nações do Sudeste da Ásia, em Kuala Lumpur, na Malásia que o seu país vai recorrer aos meios necessários para aniquilar a organização terrorista islamita que se autodenominado Estado Islâmico e ocupa territórios do Iraque e da Síria.

Publicidade

O presidente Barack Obama, declarou neste domingo em Kuala Lumpur, capital da Malásia, onde decorre a cimeira da ASEAN(Associação das Nações do Sudeste da Ásia), que os Estados Unidos e os seus aliados vão prosseguir sem dar tréguas à luta sua luta contra os extremistas do autoproclamado Estado Islâmico. Segundo o chefe de Estado americano, o objectivo dos Estados Unidos e os seus aliados é desmantelar as redes de reabastecimento e financiamento do citado grupo terrorista, que ele qualificou de "bando de assassinos".

Barack Obama prometeu o aniquilamento total do Daech e apelou a Rússia a mudar de postura no respeitante ao conflito sírio, bem como a aceitar uma transição política em Damasco. O presidente americano espera que a Rússia redefina a sua estratégia para que se torne um parceiro mais eficaz dos Estados Unidos e da coligação de 65 países, em luta contra o Daech no Iraque e na Síria.

Também presente em Kuala Lumpur, o primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev considerou que todos os países vítimas do terrorismo islamita, devem unir-se e coordenar os seus esforços políticos e militares.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.