Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Vaticano : início do Ano do Jubileu da Misericórdia

AFP FOTO / FILIPPO MONTEFORTE

O Papa Francisco abriu esta manhã, no Vaticano, a porta Santa na Basílica de S.Pedro dando início ao 26° Jubileu da Misericórdia, um ano santo para o catolicismo.

Publicidade

Perante cerca de 50 mil fiéis, o pontífice celebrou uma missa e abriu a Porta Santa da basílica de São Pedro, para marcar o início do Jubileu.

Pela porta, que normalmente permanece fechada, o Papa Francisco entrou na basílica, seguido pelo papa emérito Bento XVI. Esta é a primeira vez na história que dois pontífices inauguram um Jubileu.

A cerimónia foi marcada por um forte dispositivo de segurança. Desde o início da manhã, a polícia revistou peregrinos, jornalistas, diplomatas e até padres na Praça São Pedro.

O espaço aéreo sobre a maior parte de Roma foi fechado e as autoridades proibiram o transporte de gasolina, gás, armas, explosivos e fogos-de-artifício.

"Este é primeiro Jubileu na era da organização do grupo terrorista Estado Islâmico", descreveu hoje o presidente da câmara de Roma. Sobre esta questão o padre moçambicano no Vaticano, José Pinto, diz não se poder usar o nome de deus para justificar actos violentos.

Depois dos atentados em Paris, na França, as autoridades reforçaram a segurança em Roma com mais de 5.000 soldados e policiais.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.