Acesso ao principal conteúdo
Mundo

7ª edição de FESTin com cinema africano

FESTin, festival de cinema itinerante da língua portuguesa
FESTin, festival de cinema itinerante da língua portuguesa

O FESTin, festival de cinema itinerante da língua portuguesa, está de volta a partir de hoje no cinema São Jorge, em Lisboa.

Publicidade

A sétima edição do FESTin continua a difundir e desenvolver o cinema que se faz nos países de língua portuguesa.

A directora artística do festival Adriana Niemeyer destaca a presença de realizadores afro-lusófonos; "Crianças Acusadas De Feitiçaria, um documentário muito bom que ganhou o festival de Luanda. Depois há um documentário de São Tomé que se chama Manuel que também participa nesta mostra. Entre outros, também posso salientar ainda documentários que se chamam Maputo, África abençoada e Pitstop".

Até dia 11 de Maio vão ser exibidos 74 filmes, entre longas, curtas e documentários. A competição de longas-metragens de ficção apresenta 11 filmes, seis documentários e 20 curtas.

Na competição curtas 1 encontramos "Pitstop" do angolano, Nuno Barreto, projectado esta quarta-feira, 4 de Maio.

Na projecção de Competição de Curtas 2 vai ser apresentado ao público "Rabidanti", uma co-produção cabo-verdiana e brasileira assinada por Lívia Perez.

Na Competição de Documentários encontramos "Deportados" do realizador cabo-verdiano Paulo Cabral, "Maputo" assinado pelos realizadores João Graça e Fábio Ribeiro.

Na Mostra CPLP de Documentários vai ser projectado o documentário "Manuel" uma co-produção portuguesa e são-tomense assinada por Bruno Carnide. Na mesma competição consta ainda "Crianças Acusadas De Feitiçaria" do realizador angolano Manuel Narcísio.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.