Acesso ao principal conteúdo
Brasil

Michel Temer apela à união no Brasil

O novo presidente do Brasil, Michel Temer, a 31 de Agosto em Brasilia durante a sua tomada de posse.
O novo presidente do Brasil, Michel Temer, a 31 de Agosto em Brasilia durante a sua tomada de posse. REUTERS/Ueslei Marcelino

O recém empossado presidente do Brasil, Michel Temer, apelou à união dos brasileiros, pouco após a destituição de Dilma Roussef da presidência. Rousseff já recorreu ao Supremo Tribunal Federal para ter novo julgamento.

Publicidade

O senado brasileiro destituiu, esta quarta-feira, a presidente com mandato suspenso Dilma Rousseff, mas a primeira mulher a chegar ao mais alto cargo da Nação avisou que não diz “adeus” mas “até daqui a pouco”. Esta tarde, o seu advogado indicou já que recorreu ao Supremo Tribunal Federal para ter um novo julgamento sobre a destituição.

Pouco depois da destituição, Michel Temer, que comandava o país interinamente desde 12 de Maio, foi empossado no cargo de presidente. Em discurso na rádio e televisão públicas, Temer disse que a "incerteza chegou ao fim" e que é hora de unir o país e colocar os interesses nacionais acima dos "interesses de grupos".

Antigo vice-presidente do governo de Dilma Rousseff, Michel Temer tornou-se no segundo presidente a chegar ao poder sem ser eleito por voto popular após a redemocratização do Brasil nos anos 1980.

Após seis dias de julgamento, seis senadores votaram a favor da destituição e 20 contra. Em causa, a alegada tentativa de manipulação das contas públicas para esconder a dimensão do défice e facilitar a reeleição em 2014.

Dilma Rousseff insiste que foi alvo de uma “conspiração” e de “um golpe de Estado parlamentar”.

A queda de Rousseff, que sucedeu em 2010 a Lula da Silva, põe fim a 13 anos de poder exercido pelo Partido dos Trabalhadores.

Na sequência da destituição, uma manifestação pro-Rousseff degenerou em confrontos com as forças de ordem em São Paulo.

Confira numa crónica áudio de Miguel Martins as primeiras palavras do novo presidente e a reacção da sua antecessora no cargo.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.