Acesso ao principal conteúdo
Venezuela

Venezuela: oposição apela à greve

Henrique Capriles, candidato da oposição na Venezuela
Henrique Capriles, candidato da oposição na Venezuela REUTERS/Marco Bello

A oposição venezuelana lançou um apelo de greve esta sexta-feira, até aqui com pouco aderência, para pressionar a saída do Presidente socialista Nicolas Maduro. Maduro que pediu ao exército para ocupar as empresas que adiram ao movimento social.

Publicidade

O apelo de greve começou às 6 horas e deve terminar às 18 hora local, mas segunda relata a agência AFP a greve não está a ter grande aderência. Em Caracas, Maracaibo, San Cristobal registaram menos movimento do que é habitual, todavia os transportes, algum comércio, bancos e escolas estão a funcionar esta sexta-feira.

Em causa poderá estar a medida aprovada ontem por Nicolas Madura de aumentar em 40% o salário mínimo, cerca de 140 dólares, num país que vive mergulhado numa profunda crise económica.

A oposição de centro direita, reunida numa coligação conhecida por Mesa para a Unidade Democrática, tinha apelado aos trabalhadores que abandonassem as ruas e os postos de trabalho para pressionar o governo a respeitar a constituição. Maduro que pediu ao exército para ocupar as empresas que adiram ao movimento social

A oposição quer dar continuidade ao referendo revocatório que visa a destituição do presidente Nicolas Maduro. Um processo suspenso pelo regime que alega irregularidades na recolha de assinaturas para o efeito.

O governo de esquerda de Caracas, apoiado por Cuba, tem-se tornado também muito impopular na própria região com críticas à sua postura tida como anti-democrática e esteve na origem da crise da liderança do Mercosul, organização de integração regional, numa altura em que esta deveria ficar sob presidência venezuelana.

A Venezuela vive uma das piores crises económicas da sua história, asfixiada pela queda do preço do crude. Segundo o FMI a inflação do país deve atingir os 475% este ano.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Acompanhe toda a actualidade internacional fazendo download da aplicação RFI

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.