Acesso ao principal conteúdo
Síria / Alepo

Alepo : Cancelada reunião entre Russos e Americanos

Colunas de fumo num bairro de Alepo, na Síria, depois dum ataque das forças governamentais, a 5 de Dezembro de 2016
Colunas de fumo num bairro de Alepo, na Síria, depois dum ataque das forças governamentais, a 5 de Dezembro de 2016 REUTERS

A Rússia tinha anunciado ontem, Segunda -feira, a sua intenção de discutir com os Estados Unidos, hoje, em Genebra, a retirada de "todos os rebeldes" do leste de Alepo, mas a reunião não teve lugar, e ambas as potências acusam-se mútuamente desse falhanço.

Publicidade

A reunião entre a diplomacia russa e norte – americana, pevista para hoje, em Genebra, foi cancelada devido às divergências entre as duas potências.

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, afirmou hoje que “os Estados Unidos se negam a falar sériamente de Alepo, epicentro da guerra na Síria". E por sua vez, Washington acusa Moscovo de estar a tentar ganhar tempo.
 

Entretanto, Damasco veio hoje aumentar ainda mais a tensão, afirmando que rejeita qualquer trégua em Alepo enquanto os rebeldes não se tiverem retirado da cidade.

Enquanto  Russos e Americanos se acusam mútuamente de bloquear um diálogo destinado a acabar com os combates que decorrem em  Alepo, e permitir a evacuação dos rebeldes daquela cidade – mártir, as forças governamentais, apoiadas por combatentes iranianos e libaneses do Hezbollah, travavam hoje intensos combates com os rebeldes, no bairro de Shaar.
 

Lembre-se também que ontem, em Nova York, no Conselho de Segurança da ONU, a Rússia ( aliada de Damasco ) e a China, vetaram uma resolução que teria permitido uma trégua de pelo menos uma semana, durante a qual  teria sido possível abrir um "corredor humanitário".

A chanceler alemã, Angela Merkel, classificou nesta Terça-feira de vergonhosa a incapacidade da comunidade internacional de ajudar a Alepo.
 

 

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.