Acesso ao principal conteúdo
Guterres/ONU

Guterres: ONU deve preparar-se para a mudança

Getty image/ AFP

O futuro patrão das Nações Unidas, António Guterres, afirmou esta segunda-feira que a "ONU se deve preparar para a mudança". As declarações foram feitas no discurso diante dos 193 países membros e após ter sido empossado como o nono sercretário-geral das Nações Unidas.

Publicidade

"Chegou o momento da ONU reconhecer as suas fraquezas e de reestruturar o seu funcionamento", disse António Guterres que recomendou reformas em três áreas: manutenção da paz, ajuda ao desenvolvimento sustentável e gestão.

O novo patrão da ONU afirmou diante da Assembleia Geral das Nações Unidas que face aos múltiplos conflitos, como a guerra civil na Síria, a organização tem de escolher a via da "mediação e da diplomacia preventiva" mostrando-se pessoalmente disposto a fazê-lo se for necessário.

Constatando que os capacetes azuis estão muitas vezes sobrecarregados " de manter uma paz que não existe", o antigo primeiro-ministro socialista português aconselhou " uma reforma global da estratégia e da das operações da ONU" em prol da paz e da segurança.

No discurso onde apresentou o seu programa, alternando entre o inglês, francês e espanhol, Guterres pediu ainda " uma melhor coordenação" entre as inúmeras instâncias da ONU encarregadas de lutar contra o terrorismo.

Diante os representantes dos 193 países membros o novo secretário-geral da ONU salientou que "a ONU deve apoiar-se mais nas pessoas e menos na burocracia".

Para o antigo Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, a ONU deve tornar-se mais "ágil e eficaz" lembrando que actualmente " são necessários nove meses para enviar alguém para o terreno".

António Guterres que assume funções dia 1 de Janeiro, sucedendo a Ban Ki-moon, sublinhou a necessidade de " reforçar a comunicação" na forma de trabalhar, bem como na abertura da instituição às mulheres e mais jovens.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.