Acesso ao principal conteúdo
Haiti

Haiti: confirmada a eleição de Jovenel Moïse

Jovenel Moïse, presidente haitiano
Jovenel Moïse, presidente haitiano REUTERS/Jeanty Junior Augustin

No Haiti, foi confirmada ontem à noite a eleição de Jovenel Moïse à Presidência da República. O escrutínio teve lugar a 20 de Novembro de 2016. O resultado fecha um processo eleitoral que começou em Outubro de 2015 e que paralisou o país mais pobre das Caraíbas.

Publicidade

A eleição de Jovenel Moïse foi confirmada com 55,60% dos votos, obtidos à primeira volta. Os resultados oficiais foram ontem à noite publicados na página na internet do Conselho Eleitoral Provisório.

O presidente haitiano eleito falou num mandato de acção para melhorar as condições de vida do seu povo: “este mandato presidencial de 5 anos terá como orientação a acção e pragmatismo. Temos de sair desta inércia. Os programas e os projectos necessários para melhorar as condições de vida da população serão postos em marcha. A maioria decidiu eleger-me. Quero dizer ainda que irei respeitar a opção dos eleitores que votaram nos meus adversários”.

Aos 48 anos este empresário agrícola vai dar início à sua carreira de político profissional a 7 de Fevereiro, data de tomada de posse. Jovenel Moïse sucede a Jocelerme Privert, que tinha sido eleito presidente de transição em Fevereiro de 2016 pelo Parlamento, depois da saída de Michel Martelly.

De sublinhar que já na primeira volta das eleições presidenciais de Outubro de 2015, Jovenel Moïse liderava a contagem dos votos. Mas devido à contestação e à existência massiva de fraudes, o pleito foi anulado e reagendado para 20 de Novembro de 2016.

Os resultados preliminares do voto de Novembro indicavam a vitória de Jovenel Moïse, do Partido Haitiano Tèt Kale (PHTK). Todavia depois da contestação imediata dos resultados, o Tribunal Eleitoral chegou à conclusão que “não se registaram fraudes massivas” e que as “irregularidades existentes não afectaram o processo eleitoral”.

Segundo os resultados oficiais definitivos, Jovenel Moïse obteve 55,60% dos votos, seguido por Jude Célestin, do partido Lapeh com 19,57%, em terceiro lugar Moïse Jean-Charles, do partido Pitit Dessalines que arrecadou 11,04% da votação e, por fim, Maryse Narcisse, do partido Fanmin Lavalas com 9,01% dos votos.

A taxa de participação foi de 21%.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.