Acesso ao principal conteúdo
Estados Unidos

Trump assina decreto para construção do muro entre os EUA e o México

Donald Trump quer que o México pague o muro.
Donald Trump quer que o México pague o muro. REUTERS

Pondo em prática mais uma das suas promessas de campanha, o Presidente americano Donald Trump assinou ontem o decreto que lança a construção do muro entre os Estados unidos e o México, este sendo um dos métodos através dos quais tenciona lutar contra a imigração ilegal, Trump pretendendo ainda que o México também pague essa construção.

Publicidade

Noutro decreto que assinou ontem, Trump prevê igualmente cortar os financiamentos federais às cerca de 200 cidades-santuário dos Estados Unidos, como Nova Iorque ou Chicago que acolhem há décadas imigrantes clandestinos. Calcula-se que 11 milhões de pessoas vivam em situação irregular nos Estados Unidos e que mais de metade sejam oriundas do México.

Por conseguinte, este conjunto de medidas não deixou de suscitar reacções de indignação no México, o presidente daquele país tendo acabado por cancelar uma visita que devia efectuar dentro de cinco dias a Washington. O facto é que esta decisao se tinha tornado mais do que previsível depois de Trump dizer que "se o México não estivesse disposto a pagar o muro, então seria melhor cancelar a visita".

Refira-se ainda que de acordo com o jornal Washington Post, o presidente Trump também prevê suspender a entrada nos Estados Unidos de cidadãos de 7 países muçulmanos, o Iraque, Irão, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iémen, invocando o combate ao terrorismo num mundo que se tornou uma "bagunça total" segundo as suas próprias palavras, Trump tendo ainda no visor o contributo dos Estados Unidos na ONU, uma contribuição que segundo os documentos aos quais o Washington Post teve acesso, ele quer reduzir.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.