Acesso ao principal conteúdo
Convidado

Não baixa a tensão à volta do "caso Theo"

Áudio 08:17
Polícias patrulhando em Aulnay-sous-Bois, no passado 7 de Fevereiro.
Polícias patrulhando em Aulnay-sous-Bois, no passado 7 de Fevereiro. GEOFFROY VAN DER HASSELT / AFP

O caso doravante conhecido aqui em França como o "caso Theo" em referência à violenta interpelação no 2 de Fevereiro do jovem Theo em Aulnay-Sous-Bois, nas imediações de Paris, que resultou na sua hospitalização depois de ter sido alegadamente violado com um cassetete por um agente da polícia não pára de ganhar dimensão. A onda de cólera tem alastrado em vários subúrbios revoltados com a falta de condições e a desconfiança que se gerou com as autoridades. Ontem o governo recebeu algumas ONGs que trabalham no terreno, o imperativo sendo de apagar o incêndio, tanto mais que em pleno período pré-eleitoral, isso não deixa de ser explorado politicamente. Ao dar conta do sentimento das populações daquelas localidades, Paulo Marques, edil Republicano da cidade de Aulnay-Sous-Bois fala da calma precária que se tem instalado na sua cidade.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.