Acesso ao principal conteúdo
França

França e a China unidas contra o proteccionismo

França e a China unidas contra o protecionismo
França e a China unidas contra o protecionismo REUTERS/Wu Hong/Pool

O primeiro-ministro francês foi à China pedir para Pequim dar o exemplo na luta contra o proteccionismo. A visita de Bernard Cazeneuve à China acontece numa altura em que o gigante asiático se mostra preocupado com o facto de o proteccionismo estar a ganhar terreno.

Publicidade

O primeiro-ministro francês foi hoje recebido pelo homólogo chinês Li Keqiang esta terça-feira. Bernard Cazeneuve não perdeu tempo e pediu a Pequim para baixar as barreiras comerciais e começar a para jogar a batalha comercial com as mesmas armas.

Em conferência de imprensa o primeiro-ministro afirmou que os dois países vão reforçar a cooperação e melhorar o clima de negócios nos próximos tempos. A aproximação da China com a Europa surge face às tensões comerciais entre os EUA e a China e depois do Donald Trump ter acusado Pequim de ser responsável pelo desaire industrial norte-americano.

Contudo continente europeu, que assiste nos últimos tempos ao surgimento de partidos extremistas, deseja um cenário de reciprocidade comercial.Todavia os direitos alfandegários da Europa para a China são bem mais elevados do que no sentido inverso.

Um desequilíbrio inicialmente explicado pelo facto de a China ser considerada um país em desenvolvimento, mas que é cada vez mais contestado pelo ocidente à medida que melhora o nível de vida dos chineses. O princípio de reciprocidade é uma exigência para a França e para a União Europeia que defendem que só desta forma o comércio internacional irá beneficiar toda a população.

A visita de Bernard Cazeneuve à China acontece numa altura em que o gigante asiático se mostra preocupado com o facto de o proteccionismo estar a ganhar terreno.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.