Acesso ao principal conteúdo
Em directo da redacção

Portugueses de Lyon esperam Presidente com garra

Áudio 23:53
Vista parcial de Lyon
Vista parcial de Lyon DR

A cidade de Lião ( ou Lyon, em francês), é a terceira em número de habitantes, a seguir a Paris e Marselha, e um dos principais centros de negócios da Europa. Capital da região Auvérnia-Ródano-Alpes, encontra-se na junção do Ródano e do Saône, a sudeste da França, tem cerca de 500.000 habitantes e - se contarmos com a sua periferia - ronda os 2 milhões.    

Publicidade

O número de Portugueses ali residentes é de cerca de 40.000, e todos eles preferiram viver numa cidade bonita, calma, e com um clima muito agradável. A RFI foi até lá, falar com alguns deles, sobre as suas vidas, e sobre o momento político que a França atravessa neste momento.

A pessoa que melhor nos podia falar de Lyon é Manuel Cardia Lima, Presidente da Federação de Associações Portuguesas, que exerce igualmente as funções de membro do Conselho das Comunidades Portuguesas, órgão consultivo do Governo português.

Lyon pode contar também com jovens de origem portuguesa bastante activos, tais como Cyril Diogo, que é hoje o Gerente do Delta, café - restaurante do seu pai.

A RFI encontrou também uma jovem, Filomena Poças que, ajudada pela sua irmã, fundou há oito anos uma pequena loja de artigos portugueses e de artesanato. O nome não podia ser mais evocativo : Aqui Portugal. Filomena contou-nos como tudo começou.

Quem visita Lyon nâo pode adivinhar que a cave de vinhos Antic Wine, conhecida e premiada internacionalmente, pertence a um Francês de origem portuguesa. Georges dos Santos fala 5 línguas, deu a volta ao Mundo, encontrou as maiores estrelas do "show - business", e explicou-nos a razão do nome da sua cave de grandes vinhos.

Outro jovem Português, residente nesta cidade, é Cláudio Pinto Fernandes. Nasceu em Angola, e hoje é um importante empresário, tendo acabado de fundar a Angola Business Club. Ele falou-se nos de si e dos seus projecos :

Não podíamos partir de Lyon sem passar pelo canal de televisão Euronews, que emprega 400 jornalistas de 25 nacionalidades franceses. Foi ali que encontrámos Maria Barradas, chefe da secção portuguesa, que nos falou dos desafios desta grande cadeia de televisão europeia, e analisou o actual momento político em França.

Confira aqui, em imagem, os instantâneos desta reportagem.

{{ scope.counterText }}
{{ scope.legend }}© {{ scope.credits }}
{{ scope.counterText }}

{{ scope.legend }}

© {{ scope.credits }}

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.