Acesso ao principal conteúdo
Política /Irão

Irão: eleição presidencial decisiva

Presidente cessante,Hassan Rohani, quando votava  para a eleição presidencial.19 de Maio de 2017
Presidente cessante,Hassan Rohani, quando votava para a eleição presidencial.19 de Maio de 2017 President.ir/Handout via REUTERS

Os eleitores iranianos foram nesta sexta-feira às urnas para eleger um novo presidente. Os dois principais candidatos à magistratura suprema da República Islâmica do Irão são o Presidente cessante, Hassan Rohani e o conservador Ebrahim Raissi, visto como o porta-voz dos excluídos. Raissi denunciou irregularidades no decurso do escrutínio, afirmando que apoiantes de Hassan Rohani prosseguiram a sua propaganda na boca de urna. Os resultados oficiais da eleição presidencial iraniana serão divulgados neste sábado.

Publicidade

 

Os dois candidatos à presidência da República Islâmica do Irão, Hassan Rohani de 68 anos e Ebrahim Raissi de 56 anos, defendem posições divergentes no respeitante à posição do seu país na cena internacional. Rohani, que se candidata à um segundo mandato preconiza uma maior abertura do Irão ao mundo. Raissi, é partidário de uma sociedade iraniana mais rigorista no tocante aos preceitos do Islão. Hassan Rohani que já se tinha pronunciado há quatro a favor de uma liberalização da sociedade iraniana, tentou durante a sua campanha convencer os jovens, que a transformação da República Islâmica será realizada por etapas. Depois de ter assinado em 2016 com as potências ocidentais , um acordo sobre o controverso programa nuclear, Hassan Rohani necessita de uma nova vitória eleitoral para implementar o seu programa de recuperação da economia.Todavia ele está confrontado com a abstenção, sobretudo no seio dos jovens das zonas urbanas.

 Ebrahim Raissi reivindica ser o candidato dos desfavorecidos, bem como defende uma sociedade mais rigorista, menos aberta ao mundo ocidental , assim como vigilante perante os inimigos do Irão no Médio-Oriente, designadamente Israel, a Arábia Saudita e o Qatar.

 Segundo os analistas,a retoma da economia iraniana deverá ser uma das prioridades do novo Chefe de Estado, num país em que 12,5% da população, da qual 27% de jovens, está no desemprego. Ebrahim Raissi acusou o governo de Rohani de ter favorecido sobretudo uma oligarquia local.

  Para além de eleger o novo Presidente da República ,os 56,4 milhões de eleitores iranianos , votaram também pelas autárquicas. As três principais cidades iranianas, a capital Teerão, Machhad no noroeste e Ispahan no centro do país são actualmente administradas por maiorias conservadoras. Os resultados oficiais da eleição presidencial iraniana serão divulgados sábado.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.