Acesso ao principal conteúdo
Turquia

Turquia: Processo de 221 presumíveis golpistas

Chegada dos presumíveis golpistas.
Chegada dos presumíveis golpistas. REUTERS/Stringer

Na Turquia, começou esta segunda-feira o processo de mais de 200 supostos líderes do golpe de Estado de 15 de Julho de 2016.

Publicidade

Em Ancara, começou o julgamento de 221 supostos líderes do golpe de Estado falhado de 15 de julho do ano passado, tendo como principal suspeito o pregador islamita exilado nos Estados Unidos, Fethullah Gülen.

As acusações incluem "violação da Constituição, assassínio de 250 pessoas, de pertencer e dirigir uma organização terrorista".

O julgamento acontece na prisão de Sincan, na região de Ancara, onde foi construída uma grande sala de audiências para o processo. Entre as 221 pessoas julgadas, 200 estão em detenção provisória.

À chegada ao tribunal, escoltados pelas forças de segurança, os réus foram vaiados por dezenas de manifestantes que pediam a pena de morte.

Recorde-se que a tentativa de golpe de Estado de Julho do ano passado provocou cerca de 250 mortos e milhares de feridos.

De acordo com a acusação, mais de 8.000 militares participaram na tentativa golpista. Utilizaram 35 aviões de guerra, 37 helicópteros, 74 tanques, 246 veículos blindados e quase 4.000 armas leves.

Ancara acusa o opositor Fethullah Gülen de ter organizado o golpe de Estado e pede a Washington a sua extradição. Fethullah Gülen, ex-aliado do presidente turco, nega qualquer envolvimento.

Ouça a Crónica sobre a Turquia.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.