Acesso ao principal conteúdo
Internacional

Nova edição das "Conferências do Estoril" sobre as migrações

Desde ontem e ainda até amanhã decorre uma nova edição das "Conferências do Estoril", um evento internacional bianual sobre os desafios da globalização organizado pela Câmara de Cascais. Este evento que já vai na sua quinta edição dá este ano especial atenção à questão das migrações. Entre os convidados destas conferências encontram-se nomeadamente a antiga chefe da diplomacia americana Madeleine Albright, o activista Edward Snowden, os juízes Baltazar Garzon e Sérgio Moro, o antigo ministro francês Bernard Kouchner e ainda o Nobel da Paz do ano de 1996, José Ramos Horta.

Publicidade

Nesta edição de 2017 em que as problemáticas das migrações têm estado em debate, surgiu a proposta da criação de um passaporte para a segurança global dos refugiados, um documento semelhante a um passaporte diplomático, que poderia dar a possibilidade aos migrantes de alcançarem de forma legal e segura o seu destino final. Segundo Teresa Violante, a presidente das Conferências do Estoril, o intuito desta proposta que já seguiu por carta para o secretário-geral das Nações Unidas, é diminuir o processo burocrático para os refugiados, esta responsável sublinhando ainda que este projecto depende da boa vontade de todos os países envolvidos.

Esta terça-feira, evocou-se igualmente a crise da Zona Euro. O economista americano Joseph Stiglitz, Nobel da Economia em 2001, formulou algumas críticas às regras orçamentais da Zona Euro. Stiglitz referiu nomeadamente não entender de onde vem a obrigação de o défice dos países da Zona Euro estar abaixo dos 3%. Na óptica do economista norte-americano, não faz sentido culpar os países pela violação das regras orçamentais, o problema estando, a seu ver, na própria estrutura da Zona Euro. Mais pormenores com Anabela Góis, em Lisboa.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.