Acesso ao principal conteúdo
Futebol

Espanha: Fisco mostra "cartão amarelo" a Mourinho e Ronaldo

José Mourinho visado pelo fisco espanhol.
José Mourinho visado pelo fisco espanhol. Reuters/Jason Cairnduff

O fisco espanhol acusa José Mourinho de uma fraude no valor de 3,3 milhões de euros, correspondentes a irregularidades detectadas nas declarações de impostos  de 2011 e 2012. Cristiano Ronaldo vai ter de responder à justiça a 31 de Julho.

Publicidade

Segundo o fisco espanhol, o antigo treinador do Real Madrid ter-se-ia servido de uma estrutura com o objectivo de tornar” físicamente opacos os lucros provenientes dos seus direitos de imagem”.

Esta acusação surge no mesmo dia em que foi anunciada a data do julgamento de Cristiano Ronaldo, também ele acusado de fraude fiscal. Cristiano terá que responder perante a justiça espanhola no próximo dia 31 de Julho, depois de ter sido acusado de fraude no valor de 14 milhões e 700 mil euros.

Tal como José Mourinho, Cristiano Ronaldo é acusado de ter usado uma estrutura para, alegadamente, ocultar os lucros provenientes dos seus direitos de imagem entre 2011 e 2014.

Depois de conhecida a acusação de Cristiano Ronaldo, a imprensa internacional noticiou a possibilidade de o futebolista português não querer jogar em Madrid na próxima época. No entanto, não existe ainda nenhuma declaração oficial de “CR7”. O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, afirmou, ontem, numa entrevista ao jornal espanhol Marca, que ainda não falou com o português sobre essa possibilidade.

Oiça aqui a reportagem de Miguel Araújo, correspondente da RFI em Madrid.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.