Acesso ao principal conteúdo
Hong Kong

Festejos e protestos em Hong Kong

Exército chinês desfila na recepção ao presidente chinês, Xi Jinping, em Hong Kong.
Exército chinês desfila na recepção ao presidente chinês, Xi Jinping, em Hong Kong. REUTERS/Damir Sagolj

O presidente da República Popular da China,Xi Jinping, chegou a Hong Kong na quinta-feira. Este sábado, Hong Kong assinala os 20 anos da transferência de soberania do Reino Unido para a China.

Publicidade

À medida que o barco, oriundo de Macau, se aproxima da zona de Victoria Harbour, em Hong Kong, surge de imediato a luminosa mensagem de boas-vindas a Xi Jinping. A visita do presidente chinês ao território, a primeira desde que tomou posse, em 2014, não passa despercebida no momento em que se celebram os 20 anos de transferência de administração.

O presidente da República Popular da China chegou a Hong Kong na quinta-feira e, na sua primeira declaração, disse que sempre teve Hong Kong no coração. Nesse mesmo dia reuniu com Leung Chun-ying, que passa agora a pasta de Chefe do Executivo a Carrie Lam, eleita em Março deste ano.

O presidente chinês deixou claro que o governo central reconhece o trabalho do anterior executivo. Amanhã realiza-se a cerimónia de tomada de posse de Carrie Lam, celebrando-se também o dia da transferência de soberania. Xi Jinping realiza, ainda, uma visita às obras da nova ponte que vai ligar Hong Kong a Macau e a Zhuhai, cidade chinesa da província de Guangdong.

Xi Jinping vai a Hong Kong numa fase de relações tensas entre a região administrativa especial e a China. Hoje eram visíveis alguns protestos na zona de Wanchai, onde o presidente chinês está hospedado.

Também hoje foram libertados Joshua Wong e Natan Law. Os líderes do partido pró-democrata Demosisto e do movimento dos guarda-chuvas, que paralisou a zona nobre da cidade em 2014, foram dois dos mais de vinte detidos, na quarta-feira, na praça Bauhinia Garden. No local encontra-se uma escultura da flor oferecida ao território pela China, em 1997, e que é hoje a imagem oficial de Hong Kong.

Para amanhã estão ainda agendados nove protestos, que terão início na zona de Victoria Park, a partir sas 13h00 (hora local).

Oiça aqui o trabalho de Sofia Mota, em Hong Kong.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.