Acesso ao principal conteúdo
Mundo

Mahmoud Abbas corta contacto com Israel

Presidente da Autoridade Palestina  Mahmoud Abbas
Presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas AFP/Abbas Momani

Três palestinianos morreram na sexta-feira, em confrontos com as forças de segurança israelitas, em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia ocupada. Três israelitas foram esfaqueados mortalmente no mesmo dia no assentamento de Neve Tsuf, também conhecido como Halamish, a noroeste de Ramallah.

Publicidade

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, afirmou que vai congelar os contactos com Israel por conta das medidas implantadas pelo país judeu na Esplanada das Mesquitas.

O impasse começou na semana passada, quando dois policiais israelitas morreram e um terceiro ficou ferido depois de um ataque terrorista. Israel decidiu, nessa altura, instalar câmaras de vídeo e detectores de metais.

Este sábado, o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, condenou o que classificou de “recurso excessivo” de Israel à força, depois dos confrontos de ontem.

“Condeno o uso excessivo da força pelas forças israelitas contra os nossos irmãos, que se reuniram para as orações de sexta-feira”, afirmou Erdogan, num comunicado publicado na página da presidência turca.

Recep Tayyip Erdogan precisou que falava enquanto presidente rotativo da Organização de Cooperação Islâmica.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Faça o download da aplicação

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.