Acesso ao principal conteúdo
Síria

Queda iminente de Rakka capital dos jiadistas de Daesh

Forças democráticas sírias em vias de tomar Rakka, capital dos jiadistas do Daesh, leste da Síria.
Forças democráticas sírias em vias de tomar Rakka, capital dos jiadistas do Daesh, leste da Síria. REUTERS/Rodi Said

Forças sírias com apoio americano, estão na iminência de tomar Rakka, a chamada capital dos jiadistas do estado islâmico, no leste da Síria, depois de ter caída a cidade de Al Mayadine, na província de Daïr az Zour, que estava igualmente nas mãos dos mesmos terroristas, cuja organização é ainda conhecida por Daesh.

Publicidade

Os terroristas do chamado estado islâmico estão a ser mortos ou em debandada da sua chamada capital Rakka, no leste da Síria, cuja queda é iminente, com a última operação das forças sírias.

Milícias curdos indicaram, este sábado, (14) que Rakka, poderia cair hoje ou amanhã. "Os confrontos ainda continuam na cidade de Rakka, que está a ser libertada", declarou Nouri Mahmoud, porta-voz das unidades de protecção do povo.

A coligação com apoio americanoprecisou do seu lado que uma centena de combatentes do estado islâmico se renderam nas últimas 24 horas e que evacuaram a cidade, indicou um porta-voz.

Contudo, apesar das baixas nas fileiras dos jiadistas, em fuga, há ainda alguns resistentes dispostos a serem mártires, pelo que "os últimos combates serão muito difíceis", sublinhou o porta-voz da coligação.

Várias dezenas de autocarros chegaram ontem à noite a Rakka, numa iniciativa que parecia confirmar a evacuação deste bastião do grupo terrorista estado islâmico.

Aliás, o próprio estado islâmico, reconheceu esta sua derrota, numa página Facebook, indicando que "Rakka está a ser massacrada em silêncio".

Por outro lado, desde o início do conflito sírio, o envio de autocarros é um sinal de que é iminente uma evacuação de populações.

O Observatório sírio dos direitos humanos, confirmou que os autocarros são destinados à evacuação de jiadistas e suas famílias.

As Forças democráticas sírias, uma aliança de milícias curdas e árabes, tinham iniciado recentemente a última fase da ofensiva que levam a cabo contra os jiaistas que se tinham refugiado em Rakka, depois da sua derrota, no Iraque.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.