Acesso ao principal conteúdo
Líbano

Líbano: Saad Hariri, um possível regresso com interrogações

Saad Hariri, primeiro-ministro demissionário do Líbano.
Saad Hariri, primeiro-ministro demissionário do Líbano. ©REUTERS/Mohamed Azakir

Saad Hariri, primeiro-ministro demissionário do Líbano, anunciou na Arábia Saudita que ia regressar ao país e que estava livre. Um regresso que coloca muitas questões em cima da mesa.

Publicidade

De presumível preso a livre, eis o percurso nestes últimos dias de Saad Hariri, primeiro-ministro demissionário do Líbano.

As informações divulgadas na internet, depois da demissão surpresa do primeiro-ministro, que se encontra na Arábia Saudita, relatavam que Saad Hariri não estava livre em território saudita.

O próprio presidente libanês, Michel Aoun, tinha anunciado que a liberdade do primeiro-ministro fora restringida. Uma situação complicada. No entanto Saad Hariri afirmou estar livre e que regressaria brevemente ao país.

José Goulão, especialista português do Médio Oriente, fez-nos um ponto da situação.

José Goulão, especialista português do Médio Oriente, analisou as possibilidades desse regresso, dos aspectos que estão em jogo neste país e do assassínio de Rafik Hariri que ainda está por esclarecer.

Recorde-se que o primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, anunciou há uma semanna, de maneira surpreendente, a sua renúncia ao cargo, proferindo acusações contra o Hezbollah e o seu aliado, o Irão.

selfpromo.newsletter.titleselfpromo.newsletter.text

selfpromo.app.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual pretende aceder não existe ou já não está disponível.